RSS

Arquivo mensal: julho 2011

MEC começa a colher subsídios para a educação quilombola

Audiência pública


O Conselho Nacional de Educação (CNE) promove, no dia 5 de agosto, em Itapecuru-Mirim (MA), a primeira audiência pública com a finalidade de colher subsídios para a elaboração das diretrizes curriculares nacionais para a educação escolar quilombola.O objetivo é reunir o maior número possível de municípios das regiões Norte e Nordeste. Outras duas audiências sobre o tema serão realizadas este ano, em São Francisco do Conde (BA) e em Brasília. A de Brasília atenderá as regiões Centro-Oeste, Sudeste e Sul.A formulação das diretrizes está a cargo de uma comissão especial do CNE, criada em 2010 para atender às deliberações da Conferência Nacional de Educação (Conae).A comissão especial é formada por quatro representantes indicados pela Coordenação Nacional de Articulação de Comunidades Negras Rurais Quilombolas (Conaq), uma pesquisadora de educação escolar quilombola e representantes da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi) do MEC e da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Seppir).

Cerca de 200 convidados devem participar dos debates, entre eles gestores, docentes, estudantes, representantes de comunidades quilombolas, movimentos sociais, organizações não-governamentais, além de pesquisadores.

O texto-referência das audiências será distribuído gratuitamente para as comunidades quilombolas. Os interessados podem enviar contribuições por mensagem eletrônica.

Assessoria de Imprensa do CNE
Palavras-chave: CNE, quilombolas

Para baixar o “texto-referencia”:

http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=16916
Na Foto: O Pai de Santo João Baptista e as suas filhas de santo – Quilombo Santa Joana, Itapecuru Mirim (Foto de Ribamar Nascimento)
 
Deixe um comentário

Publicado por em julho 30, 2011 em Uncategorized

 

A fome do Chifre da África e o meu bairro Kreuzberg!

A fome do Chifre da África e o meu bairro Kreuzberg!

“A crise de fome no Chifre da África vai ser longa, previu nesta quinta-feira a subsecretária geral para a Coordenação de Assuntos Humanitários da ONU, Valerie Amos.”

Sinto-me profundamente envergonhado, como ser humano, com essa situacao extrema de milhoes de pessoas no Chifre da África passando e morrendo de fome e sede. Que isso? Ontem andando aqui nas ruas do meu bairro Kreuzberg, bairro de migrantes internacionais, vi o volume de turistas de várias partes do mundo consumindo desarvoradamente alimentos de todos os tipos nos centenas e centenas de restaurantes com comidas do mundo todo, quiosques, padarias, quitandas, bares, cafés, etc. Sabemos também que toneladas de alimentos que sobram desses estabelecimentos sao jogados fora a cada dia, pois tem uma regra aqui que a cada dia devem ser vendidos “alimentos do dia”. Aí, eu pensei assim: em um mes, essas toneladas de alimentos, só aqui no meu bairro Kreuzberg, daria para matar a fome de pelo menos 1/3 da populacao africana do Chifre da África. E em toda a Berlin, com os milhares e milhares de restaurantes de comidas de todas as partes do mundo, abasteceriam quase esses milhoes de famintos que estao sucumbimdo nessa regiao da África. Estou falando só de Berlin, nao da Alemanha toda! Total absurdo isso tudo!

Chifre da África, também conhecido como Nordeste Africano e algumas vezes como península Somali, é uma designação da região nordeste do Continente Africano, que inclui a Somália, aEtiópia, o Djibouti e a Eritreia. Tem uma área de aproximadamente 2 milhões de km² e uma população de cerca de 90,2 milhões de pessoas (Etiópia: 75 mi, Somália: 10 mi, Eritreia: 4,5 mi, e Djibouti: 0,7 mi). – http://pt.wikipedia.org/wiki/Corno_de_%C3%81frica

Foto: africafome

Ras Adauto/PPABerlin/NAI

 
4 Comentários

Publicado por em julho 30, 2011 em Uncategorized

 

A Fome devassa o Chifre da África – Assine o pedido de Socorro!

Caros amigos, caras amigas, saudações!

Vocês devem ter visto as imagens terríveis das pessoas que hoje morrem de fome no Chifre da África. Todos perguntamos: como pode acontecer isto de novo? Partes de Somália, Quênia e Etiópia estão encarando uma das secas mais severas dos últimos 60 anos, e umas dez milhões precisam desesperadamente de comida, água potável e saneamento básico.

Junte-se a nós que exigimos dos líderes mundiais ações imediatas para salvar milhões de vidas hoje e amanhã.

http://act.one.org/sign/horn_o​f_africa/?referring_akid=2321.​1792089.Jem-Y5&source=taf

Apesar da urgência da situação, a maioria das lideranças mundiais estão respondendo de forma muito lenta. Urge organizar ajuda imediata. Mas ao mesmo tempo não podemos deixar que se esqueçam da necessidade de soluções de longo alcance como já aconteceu com demasiada frequencia no passado.

Obrigada por agir agora!

Elisa Larkin Nascimento, Ph.D
Equipe IPEAFRO
Instituto de Pesquisas e Estudos Afro-Brasileiros
Afro-Brazilian Studies and Research Institute
Rio de Janeiro, Brasil
(55) 21-2509-2176
www.ipeafro.org.br

África/Seca
Situação catastrófica exige uma ajuda massiva e urgente, adverte Diouf



Jacques Diouf, Director -geral da FAO
Jacques Diouf, Director -geral da FAO

Roma (Itália) – A seca no Corno de África provocou uma “situação catastrófica que exige uma ajuda internacional massiva e urgente”, declarou hoje (segunda-feira) em Roma, o director geral da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO), Jacques Diouf, durante a abertura duma reunião ministerial de urgência, noticiou a AFP.

       

“É preciso salvar as vidas e reagir “, acrescentou Diouf, para quem 1,6 milhões de dólares (1,1 milhões de euros) são necessários para 12 meses e 300 milhões de dólares para os próximos dois meses.

       

A seca que assola actualmente o Corno de África, a pior nos últimos 60 anos, ameaça 12 milhões de pessoas na Somália, onde a fome foi declarada em duas regiões, no Quénia, na Etiópia, no Djibuti, no Sudão e no Uganda.

  A reunião foi convocada pela FAO, a pedido da França, que preside actualmente o G8.

       

” A comunidade internacional chumbou em assegurar a segurança alimentar “, declarou o ministro francês da Agricultura, Bruno Le Maire, acrescentando ser necessário reinvestir na agricultura mundial.

       

Acrescentou que se não forem tomadas medidas necessárias, a fome será “escandalosa nesse século”, concluindo que “a nossa reunião aqui é uma questão de vida ou de morte para dezenas de milhares de pessoas”,  afirmou.

fonte: angop

 

 

 

 

 

 
5 Comentários

Publicado por em julho 29, 2011 em Uncategorized

 

Uma Afro-norueguesa entre as vítimas do Terrorista Nazi de Oslo!

Entre as vítimas assassinadas na ilha de Utoya pelo terrotista de Oslo está a Afro-norueguesa Duppe Ellen Awoyemi, de 15 anos, de Drammen. Ela pertencia ao grupo de jovens do Partido Trabalhista no acampamento de férias do partido!

Ras Adauto

Foto: ARKIVBILDE / SCANPIX

 
Deixe um comentário

Publicado por em julho 29, 2011 em Uncategorized

 

Profissao de alto Risco: Jornalista da BBC morre em atentado no Afeganistão

O Jovem jornalista da BBC, 25, Ahmad Omid Khpolwak, foi morto a tiros nesta quinta-feira durante um ataque de militantes na Província de Uruzgan, sul do Afeganistão.

Nos últimos três anos, Ohmid prestou servicos pachto da BBC (um dos idiomas falados no Afeganistão). O jovem  também trabalhava para a agência de notícias Pajhwoke e apresentava um programa em uma rádio local.

Segundo informações, Khpolwak estava no escritório da TV e rádio locais da cidade de Tarin Kowt quando o local foi invadido por atiradores, que lhe tiraram a vida.

Além do ataque ao escritório da agencia de TV e rádio, aconteceram mais duas explosoes a bomba na cidade. O taliba assumiu a responsabilidade sobre os ataques, que deixou, segundo as autoridades locais, cerca de 20 pessoas mortas e 40 pessoas feridas. Houve confronto entre as forcas de seguranca e os responsáveis pelos atentados.

Foto: Pajhwok News Agency/28.07.2011/AFP Photo

 
Deixe um comentário

Publicado por em julho 28, 2011 em Uncategorized

 

Oslo e a Extrema Direita na Alemanha

Na Foto: Rosa Luxemburg, um símbolo da luta antifascista em Berlin.


Hoje assistindo a um telejornalismo numa tv alema, veio uma matéria com a entrevista com um chefe de polícia graduado do LKA (Landeskriminalamt) , a polícia federal alema. A matéria era sobre o atentado na Noruega e a extrema direita. O policial falava que o governo e as forcas de seguranca na Alemanha deveriam adotar políticas mais severas com os grupos de extrema direita no país. Pois, segundo ele, a coisa está muito solta e citava os grupos neonazis e o seu tronco político partido NPD (Nationaldemokratische Partei Deutschlands), Partido Nacionaldemocrata da Alemanha.

É engracado isso, pois há um bom tempo as organizacoes anti-racistas, anti-nazis e antifascistas no país vem dizendo repetidamente a mesma coisa, inclusive pedindo o banimento do NPD e uma rigorosa pressao e desmantelamento dos grupos de extrema-direita, mas notadamente os carecas neonazis. Quantos conflitos, com gente feridas, inclusive políciais, já aconteceram em Berlin, por exemplo, por causa de marchas de neonazis em pontos públicos da capital.

A matéria mostrou ainda um pesado arsenal de armas e municoes apreendidas pela polícia federal, em várias regioes da Alemanha, em batidas a casas particulares, sedes e campos de treinamentos dessas organizacoes extremistas.

Deu para ver, que os acontecimentos em Oslo atingiram aquele policial, portavoz de alguma nova demanda dentro do sistema de seguranca do Estado Alemao. Pois até agora, enquanto essas organizacoes extremistas afrontavam com suas marchas e discursos e ameacas em redes, a preocupacao do governo era toda com o Islam atuando dentro do país.

Parece que comecam a acordar e ver que a serpente maldita está aqui dentro e fala a mesma língua da casa. Foi preciso uma mensagem violenta em outro lugar da Europa, Oslo, para finalmente entenderem que o perigo mora ao lado, bem ali na esquina.

Ras Adauto

 
1 comentário

Publicado por em julho 28, 2011 em Uncategorized

 

Cantora popular negra Susana Baca é nomeada Ministra da Cultura no Perú!

Foto: GUSTAVO CUEVAS (EFE)

A cantora negra e ganhadora de um “Grammy Latino”, Susana Baca, foi nomeada Ministra da Cultura no Perú, pleo Presidente eleito Ollanta Humamla, que assumirá o cargo amanha, 28 de julho, dia da Festa Nacional.

Intérprete da música tradicional peruana,  atualizada a través de su estilo personal e marcante, tem, levado o  seu rico repertorio a palcos de todo o mundo.

Susana é uma militante ativa das diversas expressoes artísticas populares, em especial as procedentes da cultura afroperuana.

Susana Baca de la Colina (Lima, 1944) sucede  a Juan Ossio, no recente criado Ministério de Cultura, há apenas onze meses meses. Baca, que foi mestra antes de dedicar-se à  música,  é partidária da democratizacao  da cultura em seu país e de impulsionar sua difusao no exterior. “Sería maravilloso tomar las calles, los parques, las plazas, como hacen los artistas en otros países, tomado los espacios libres, para compartir nuestra actividad artística”, ha declarado Baca a la agencia Andina. (“Seria maravilhoso tomar as ruas, os parques, as pracas, como fazem os artistas em outros países, tomados os espacos livres, para compartilhar nossa atividade artística”.).

Segundo o periódico espanhol EL PAIS: “Con este nombramiento parece que el nuevo presidente peruano continúa teniendo como referencia para su gobierno al exmandatario brasileño Lula da Silva, quien puso al frente del Ministerio de Cultura de Brasil a otro prominente músico, Gilberto Gil. Baca ha manifestado su intención de comunicarse con Gil para tomar nota de los consejos que pueda darle en esta nueva función. De momento, Susana Baca está dispuesta a continuar con su agenda artística y este viernes actuará en la Feria del Libro de Lima.”

 
1 comentário

Publicado por em julho 27, 2011 em Uncategorized

 
 
%d blogueiros gostam disto: