RSS

Violência contra jovens negros será tema de debate nesta terça na Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado

28 nov


8/11/2011 12:42

Divulgação/Prefeitura de Goiânia
Igualdade racial

Violência é determinante na redução dos jovens negros do sexo masculino no Brasil.

A Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado realizará audiência pública nesta terça-feira (29) para discutir a violência contra jovens negros. Os ministros da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Luiza Bairros, e da Justiça, José Eduardo Cardozo, são alguns dos convidados para o debate.

O deputado Alessandro Molon (PT-RJ), que propôs a audiência, ressalta que dados apresentados pela comissão – referentes ao Mapa da Violência de 2011 – comprovam que são vítimas de homicídio sobretudo os jovens das classes D e E, e, especialmente, negros. “O movimento negro vem defendendo que se faça um debate. A pirâmide demográfica brasileira já se assemelha à de países que passaram por guerras, na diminuição em determinadas camadas sociais do número de jovens negros do sexo masculino. Precisamos refletir sobre essa questão”, justifica Molon.

Também foram chamados para o debate a secretária nacional de Juventude, Severine Macedo; o professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Marcelo Paixão; o professor da PUC de São Paulo Édio Silva Júnior; e o idealizador e coordenador-geral do projeto Educafro – Educação e Cidadania de Afrodescendentes e Carentes, Frei Davi.

A audiência acontecerá às 10 horas no plenário 6.
Da Redação/MM

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura ‘Agência Câmara de Notícias’

(A morte violenta é responsável por quase metade das mortes de pessoas de 12 a 18 anos no Brasil (45,5% dos casos). O índice é quase o dobro das mortes por doença (26,5%) e mais do que o dobro das mortes por acidente (23,2%).

Segundo o estudo feito em 11 regiões metropolitanas, os homicídios afetam principalmente os rapazes (12 homens para cada jovem assassinada); os negros (quase quatro pretos ou pardos para cada branco ou amarelo); e moradores da periferia. A arma de fogo (revólver, pistola, espingarda, fuzil, metralhadora) é o principal meio de assassinato dos jovens.

Um ranking dos municípios mais violentos com adolescentes é liderado por Foz do Iguaçu (PR), com 11,7 mortes a cada mil jovens; seguido por Cariacica (ES), com 8,2 assassinatos a cada mil pessoas; e Olinda (PE) com oito homicídios a cada mil adolescentes. – tasabendo.com/agencia brasil)

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: