RSS

“Nelson Rodrigues 100 e o Negro Autentico”

24 ago

O grande jornalista, escritor, teatrólogo e polemista Nelson Rodrigues estaria completando 100 anos se estivesse vivo.

Eu sempre tive uma relacao esquiszofrenica com Nelson Rodrigues. Na Faculdade de Letras da UFRJ

li as obras completas de Nelson e ao longo dos anos reli algumas que me marcaram. Também assisti a quase todos os filmes brasileiros baseados em sua obra.

Mas eu ficava indignado com a posicao política de Nelson Rodrigues, que eu, naqueles tempos de universitário metido a esquerda anarquista, achava reacionária e mesmo de direita. Eu nao entendia como um cara que conseguia me encantar e promover uma “canalhice e tara” em minha consciencia intelectual contra a hipocrisia morailista da sociedade brasileira, principalmente da classe média carioca, pudesse falar aquelas merdas reacas nos jornais.

Mas Nelson me ganhou de vez, além de sua obra, que é muito louca, quando eu soube de sua posicao em defesa de Abdias do Nascimento e a luta pela consciencia negra no Teatro Experimental do Negro, nos anos 50. Nessa época, tanto na sociedade, quanto nas artes das elites, nós éramos figuras secundárias, servos, empregados, muitos ainda “escravos” daquela gente.

Quando um dia conheci uma filha de Nelson, a escritora Sonia Rodrigues lhe disse:

– O seu pai foi um “Cínico Genial!”

Quase que eu disse: um “Canalha Genia!”

Nelson era um “Reacionário ” e um “Anjo Pornográfico”!

Ah! E Nelson Rodrigues era torcedor fanático do Fluminense. Como meu pai.

Abaixo a matéria que Nelon Rodrigues escreveu sobre Abdias do Nascimento, para o Jornal “Última Hora”, no dia 26/8/1957.

Ras Adauto
=========================================
ABDIAS: O NEGRO AUTÊNTICO
Nelson Rodrigues

O que eu admiro em Abdias do Nascimento é a sua irredutível consciência racial. Por outras palavras: trata-se de um negro que se apresenta como tal, que não se envergonha de sê-lo e que esfrega a cor na cara de todo o mundo.

Aí está “Sortilégio”, o seu mistério, que vive, justamente, do seu dilaceramento de negro. Eu já imagino o que vão dizer três ou quatro críticos da nova geração: – que o problema não existe no Brasil etc., etc., etc. Mas existe.

E só a obtusidade pétrea ou a má-fé cínica poderão negá-lo. Não caçamos pretos, no meio da rua, a pauladas, como nos Estados Unidos. Mas fazemos o que talvez seja pior. A vida do preto Brasileiro é toda tecida de humilhações. Nós o tratamos com uma cordialidade que é o disfarce pusilânime de um desprezo que fermenta em nós, dia e noite. Acho o branco brasileiro um dos mais racistas do mundo.

A primeira condição de “Sortilégio” para ser válida como expressão artística de um problema brasileiro está na base da autenticidade. A peça nutre-se de toda a experiência vital do autor. Ele é o “Dr. Emanuel”; ‘a semelhança do seu herói, foi atirado no xadrez, como um objeto “doutor africano”; e se fosse casado com uma esposa branca estaria sempre diante do limite do crime, do suicídio, da loucura.

Eis a grandeza do personagem: – a exasperada solidão. E que grande e quase intolerável poder de vida tem “Sortilégio”! Na sua firme e harmoniosa estrutura dramática, na sua poesia violenta, na sua dramaticidade ininterrupta, ela também constitui uma grande experiência estética e vital para o espectador. Não tenham dúvidas que a maioria da crítica não vai entendê-la.

Sobretudo, dois ou três cretinos que se intitulam a si mesmos de “novos”. Mas não são “novos” coisa nenhuma. Entre a Sra. Barreto Leite, que tem a idade do Sr. Mário Nunes e os Srs. Paulo Francis e Henrique Oscar, que são garotos, não há diferença. Diga-se a verdade total: – não são novos, nem velhos. São burros. Tanto faz, que tenham 15 ou 80 anos. A burrice os isenta do tempo. Vão se atirar contra “Sortilégio”. Mas nada impedirá que o mistério negro entre para a escassa história do drama brasileiro.

“ÚLTIMA HORA” – 26/8/1957.

Do livro Teatro Experimental do Negro – Testemunhos (Rio de Janeiro: GRD, 1966).

foto em: fabianacamilo.com

Nelson Rodrigues e o futebol

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: