RSS

Brasil na Feira do Livro de Frankfurt 2013.

10 mar
Feira Frankfurt 2013

O Brasil será o país homenageado na Feira do Livro de Frankfurt em 2013! A Feira acontece entre os dias 9 e 13 de outubro de 2013.

A iniciativa faz parte do ano Brasil-Alemanha que comecou esse ano 2013 e vai até o ano que vem. Muitas atracoes e eventos acontecerao tanto no Brasil quanto na Alemanha em razao dos intercambios oficiais.

“Brazil in Every Word” será o mote da participação brasileira na Feira do Livro de 2013 como convidado de honra: “Um país cheio de vozes e de permanente recriação cultural.”

A comitiva brasileira em Frankfurt será constituída por pelo menos 70 escritores de diferentes gêneros e regiões brasileiras nas áreas de ficção e não-ficção, incluindo autores de literatura infantil e juvenil e de livros técnicos, científicos e profissionais. A programação brasileira na Alemanha terá início em março, com a presença de escritores brasileiros no festival de literatura Leipzig Buchmesse e depois segue até outubro, quando acontece a feira.

O grupo de curadores literários é composto pelo crítico Manuel da Costa Pinto, pela professora de literatura Maria Antonieta Cunha, diretora de Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas da Fundação Biblioteca Nacional, e Antônio Martinelli, do Sesc-SP. Além do Ministério de Relações Exteriores e de instituições pertencentes ao Ministério da Cultura, como a Fundação Biblioteca Nacional e a Funarte, integram o comitê organizador entidades do livro, leitura e literatura, além de instituições da sociedade civil brasileira.

Resta saber se a literatura indígena e a literatura afro-brasileira estarao presentes no evento, marcando essa tal diversidade  da sua cultura, como estao alegando no projeto. É ver pra quer e/ou é ver pra ler. E se levarao também autores/autoras indígenas e afro-brasileir@s para os debates e apresentacoes, pois sempre os tais representantes e escritores/as brasileir@s quando vem nesses eventos por aqui sao sempre brancos/as. Temos que mudar esse disco, para falarmos realmente da nossa “diversidade da cultura”.

Ras Adauto
diretamente de Berlin
PPABerlin
********************************************

“Brasil quer levar a Frankfurt a diversidade da sua cultura

“Brazil in Every Word” será o mote da participação brasileira na Feira do Livro de 2013 como convidado de honra: “Um país cheio de vozes e de permanente recriação cultural.”

FRANKFURT AM MAIN. Mostrar ao mundo do livro a diversidade, a exuberância e a riqueza da produção cultural brasileira, e como isso se materializa numa literatura de qualidade, local e universal, que quer se fazer cada vez mais presente e acessível aos leitores de todo o planeta. Esse é o grande desafio a que se propõe o Brasil às vésperas de assumir, pela segunda vez (a primeira foi em 1994), o bastão de país homenageado em 2013 pela tradicional Feira do Livro de Frankfurt.

O Ministério da Cultura do Brasil – que anunciou investimentos de US$ 35 milhões até 2020 em suas políticas de internacionalização do livro brasileiro para garantir a continuidade das ações depois de 2013 – vai destinar US$ 10 milhões para a organização da programação brasileira na homenagem do próximo ano. “O Brasil quer mostrar a riqueza da sua produção cultural para o mundo”, afirma a ministra da Cultura, Marta Suplicy.

A comitiva brasileira em Frankfurt no próximo ano será constituída por pelo menos 70 escritores de diferentes gêneros e regiões brasileiras nas áreas de ficção e não-ficção, incluindo autores de literatura infantil e juvenil e de livros técnicos, científicos e profissionais. A programação brasileira na Alemanha terá início em março, com a presença de escritores brasileiros no festival de literatura Leipzig Buchmesse e depois segue até outubro, quando acontece a feira.

O comitê formado por dirigentes do governo federal e entidades da área dividiu a participação do Brasil em três eixos principais: a produção literária nacional, a cultura brasileira em suas várias linguagens e a dimensão econômica do negócio do livro.

“Este é um momento especial para o Brasil, que desperta a atenção do mundo porque conquistou a estabilidade democrática e econômica e está enfrentando e vencendo seus grandes desafios sociais”, afirma o presidente do Comitê Organizador, Galeno Amorim.

“E nada melhor do que a cultura e a literatura para mostrar o Brasil e os brasileiros ao mundo”, acrescenta ele, que também dirige a Fundação Biblioteca Nacional do Brasil.

Além dos festivais literários de toda a Alemanha que contarão com autores brasileiros, a presença do país vai se materializar na cidade de Frankfurt em três frentes. Uma delas será o Pavilhão Brasil, um espaço de 2.500 metros quadrados dentro da Feira do Livro de Frankfurt, onde vão acontecer importantes exposições – uma das quais sobre os livros brasileiros publicados no exterior – e onde será montado um auditório. No local, também será criado um espaço gastronômico. A cenografia será realizada por Daniela Thomas e Fábio Tassara.

Outro espaço considerado estratégico será o estande coletivo das editoras brasileiras no Centro de Convenções de Frankfurt, que deve ser duas vezes maior que o de 2012, que já cresceu este ano para 330 metros quadrados. A terceira frente de participação se dará nos diferentes espaços culturais na cidade. Já são 13 confirmados, entre eles os principais museus, centros culturais e importantes instituições alemãs, como a Biblioteca Nacional de Frankfurt. Nesses locais, serão realizadas exposições, festivais de cinema e teatro, literatura, música e arte popular, além de leituras. Toda a programação está sendo organizada pela Fundação Nacional de Artes (Funarte).

Ampliar a presença dos livros e dos autores brasileiros no exterior é também uma importante meta. A Fundação Biblioteca Nacional estima o apoio à tradução de 200 a 250 obras no período compreendido entre o anúncio da escolha do Brasil como país homenageado, em 2010, e outubro de 2013.

O grupo de curadores literários é composto pelo crítico Manuel da Costa Pinto, pela professora de literatura Maria Antonieta Cunha, diretora de Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas da Fundação Biblioteca Nacional, e Antônio Martinelli, do Sesc-SP. Além do Ministério de Relações Exteriores e de instituições pertencentes ao Ministério da Cultura, como a Fundação Biblioteca Nacional e a Funarte, integram o comitê organizador entidades do livro, leitura e literatura, além de instituições da sociedade civil brasileira.
O país dá uma amostra de 2013 com inúmeros eventos na Feira do Livro de Frankfurt 2012 e na cidade, com a presença de 11 autores.”

Exposições e programação paralela em importantes espaços culturais

Além do Pavilhão Brasil e de uma intensa agenda literária, pelo menos 13 espaços vão abrigar mostras, música, cinema, teatro e cultura popular

Concerto de abertura será na Alte Oper [Antigo Teatro de Ópera]

Biblioteca Nacional Alemã em Frankfurt (Deutsche Nationalbibliothek Frankfurt) vai exibir exposição sobre o exílio alemães no Brasil durante a Segunda Guerra

O calendário cultural paralelo, organizado pela Fundação Nacional de Artes (Funarte), começará bem antes do início da Feira do Livro, que acontece em outubro. Já a partir de março escritores brasileiros vão participar das principais feiras de livros e leituras públicas em diversas regiões da Alemanha. A noite de gala, na abertura da Feira do Livro de Frankfurt em 2013, em 8 de outubro, contará com a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp) e o renomado pianista Nelson Freire.

Além do Pavilhão do Brasil na Feira, também organizado pela Funarte, um dos destaques será a exposição no Deutsche Nationalbibliothek Frankfurt [Biblioteca Nacional Alemã em Frankfurt], sobre o exílio dos alemães no Brasil por causa da Segunda Guerra, o intercâmbio cultural e a influência que intelectuais dos dois países tiveram uns sobre os outros nesse período. A mostra depois será exibida na Biblioteca Nacional do Brasil, no Rio de Janeiro.

Presença nos museus

Cinco museus de Frankfurt organizarão exposições de arte brasileira, de obras de designers brasileiros e de arquitetura brasileira. A Schirn Kunsthalle [Galeria de Arte Schirn] exibirá a diversidade da arte grafiteira do Brasil. A exposição mostra pela primeira vez na Alemanha obras de grafiteiros brasileiros (Outono/2013). Instalações artísticas do Brasil também estarão expostas na galeria (Outubro/2013 a Janeiro/2014).

O MMK Museum für Moderne Kunst [Museu de Arte Moderna de Frankfurt] dedica uma mostra a Hélio Oiticica, um dos mais importantes representantes brasileiros do neoconstrutivismo. Outras obras de Oiticica estarão à mostra no Palmengarten [Jardim das Palmeiras] (Outubro/2013).

A arte do design no Brasil será o foco do Museum für Angewandte Kunst (MAK) [Museu de Artes Aplicadas]. O museu terá uma exposição individual de Alexandre Wollner, um dos pioneiros do design visual. O museu oferece ainda uma série de conferências de designers brasileiros e workshops variados (Setembro/2013 a janeiro/2014). Na galeria Portikus planeja-se a intervenção de um jovem artista brasileiro.

O Deutsche Architekturmuseum (DAM) [Museu de Arquitetura Alemã] apresentará, em parceria com o Instituto Tomie Ohtake e com Fernando Serapião, editor da revista brasileira de arquitetura Monolito, uma exposição sobre novos e promissores arquitetos brasileiros (setembro/2013 a janeiro/2014).

Brasilianische Stationen [Estações brasileiras]
Sob o título Brasilianische Stationen [Estações brasileiras] será realizada uma série de eventos culturais em diferentes instituições de Frankfurt. Eles terão início com a Museumfest [Festa dos museus] em agosto. Haverá um festival de música, entre outros eventos.

Nas semanas seguintes, serão realizadas sessões de leitura, peças de teatro, apresentações de dança, exibições de filmes, performances e eventos direcionados para o público infantil. Entre as estações da viagem brasileira por Frankfurt incluem-se a Alte Oper, a Brotfabrik, o Bockenheimer Depot, o Deutsches Filmmuseum, o Hessischer Rundfunk, a Künstlerhaus Mousonturm e a Schauspiel Frankfurt. O programa está sendo organizado em parceria com as equipes brasileiras em Frankfurt e no Brasil, e com os diretores e coordenadores das instituições alemãs.

Os Espacos

1: Alte Oper [Antigo Teatro de Ópera]
Noite de Gala: OSESP e Nelson Freire, Mostra de Música Popular Brasileira
A Ópera de Frankfurt foi inaugurada em 1880, sendo quase totalmente destruida na segunda guerra mundial e reinaugurada em 1981. O complexo contém duas salas de espetáculo a Sala Grande (2.000 lugares aproximadamente) e a Sala Mozart (600 lugares) . Serão realizadas: a cerimônia da noite de gala, em 8 de outubro de 2013, um concerto com a OSESP e Nelson Freire; bem como dois outros shows que comporão a Mostra Música Popular Brasileira.

2: Museumsuferfest (Festa dos Museus)

Shows de Música em parceria com a hr, rádio e TV estatal
Acontecimento cultural que envolve todos os museus e rádios da cidade – ocorre todos os anos em agosto – nas margens do Rio Meno. Desde o ano passado, o país convidado de honra da Feira do Livro utiliza esse grande evento popular para o “lançamento” e um aquecimento inicial para Feira do Livro. Realizaremos shows de música em parceria com a hr, rádio e TV estatal, bem como performances e projeções de artemídia.

3: MMK Museum für Moderne Kunst [Museu de Arte Moderna de Frankfurt]

Exposição: Hélio Oiticica – Museu é Mundo
O Museu de Arte Moderna foi construído pelo arquiteto austríaco Hollein, prêmio Prizker de arquitetura. A Diretora do Museu, Sr. Gaensheimer, reconhecida internacionalmente, foi a curadora do Pavilhão da Alemanha na Bienal de Veneza em 2011, premiada na ocasião com o Leão de Ouro. Será novamente a Diretora do Pavilhão da Alemanha na Bienal de Veneza em 2013. A exposição terá obras internas e três grandes obras externas – que serão apresentadas no Palmengarten.

4: Künstlerhaus Mousonturm
Atividades: Performaces + Artes Visuais + Dança Contemporânea + VídeoArte + Música Experimetal + Teatro Contemporâneo
De todos os Centros Culturais, este é o que desenvolve uma programação mais experimental e conceitual, focado exclusivamente em mostrar trabalhos atuais de artistas independentes e coletivos das áreas de teatro, dança e performance, bem como as posições selecionadas as artes visuais e música. Teremos 15 dias da agenda desse conceituado e badalado centro cultural na Alemanha, com trabalhos de performance, dança contemporânea, teatro e música alternativa e experimental.

5: Bockenheimer Depot

Atividades: Dança, música, teatro e performances
Antigo armazém de bondinhos que foi totalmente reestruturado. Tem uma arquitetura bela e marcante. Espaço cultural propício tanto para eventos e espetáculos em pé ou com arquibancadas, que podem ser dispostas da forma solicitada. Lugar ideal para dança, música, teatro e performances. A programação vai começar no sábado da Feira de Livro de Frankfurt e terminar uma semana depois de encerrada a Feira.

6: Deutsches Filmmuseum

Mostra de Cinema Brasileiro: Filmes históriocos e contemporãneos
O Museu do Cinema também é sede do Arquivo Nacional de Filmes e tem como diretora a Sra. Dillmann. A casa foi totalmente renovada e reaberto há pouco tempo. Pretendem fazer um Festival de Filmes Brasileiros, acompanhado de palestras e debates. O cinema tem 131 lugares.

7: Hessischer Rundfunk
Mostra de Música Brasileira
Estatal de comunição do estado de Hessen, forte no rádio, mas que também conta com um canal de televisão pequeno. Dentro da hr tem a hr2 especializada em Worldmusic, que seria o parceiro do Brasil num caso de cooperação. Dois shows na quinta e sexta-feiras seguintes ao final de semana da Festa dos Museus (Museumsuferfest), sendo o primeiro um trabalho em parceria com a Big Band da instituição e o dia seguinte livre de escolha. Realizaremos também um trabalho conjunto no palco desta rádio durante a Festa dos Museus (Museumsuferfest).

8: Palmengarten

Exposição: Hélio Oiticica – Museu é Mundo
Mostra de Música Brasileira
Mostra de Programação para Crianças (Música, Dança, Teatro de Animação e Narração de Histórias)
Jardim das Palmeiras criado em 1868 com belíssimas áreas de lazer, com grande flutuação de público em todas as faixas etárias. Além dos pavilhões de plantas, conta com uma concha acústica onde realizam shows e concertos, além de um anfiteatro e um teatro de 199 lugares, o Papageno Theater. Nesse parque, apresentaremos os trabalhos externos do Hélio Oiticica, bem como parte dos shows de uma Mostra de Música Brasileira e uma Mostra de Programação para Crianças.

9: Schirn Kunsthalle [Galeria de Arte Schirn]

Exposição: A experiência brasileira – dos anos 60 até os dias de hoje
Exposição: Graffiti Brasileiro
Uma das instituições dirigidas por Max Hollein, diretor de três grandes instituições em Frankfurt: Museu Städel, Schirn Kunsthalle e Liebig Haus. O Schirn Kunsthalle é sem dúvida um dos museus de maior importância na Alemanha. Neste, realizaremos duas grandes exposiçães: A experiência brasileira – dos anos 60 até os dias de hoje e Graffiti Brasileiro, esta, acontecerá tanto nas dependências do Museus, como em muros e prédios de toda a cidade de Frankfurt.

10: Museum für Angewandte Kunst (MAK) [Museu de Artes Aplicadas].

Exposição: Alexandre Wollner
Museu de Artes Aplicadas (MAK), tem como diretor desde de o início de 2012 Matthias Wagner K, que foi responsável pela programação cultural da Islândia na Feira do Livro de 2011. A linha curatorial se concentra principalmente em design. O curador geral desse instituição, Sr. Klaus Klemp, é grande conhecedor de design brasileiro e pretende apresentar um exposição sobre Alexandre Wollner na época da Feira.

11: Portikus e Escola de Belas Artes Städel

Site-specific com um jovem artista das artes visuais brasileiras
O Portikus é um museu, espaço/galeria de exposições de arte contemporânea, tanto de artistas renomados, como de jovem descobertas internacionais. É ligado à Städelschule (Escola Städel de Belas Artes), que vem formando nos últimos anos grandes artistas e arquitetos internacionamente reconhecidos. Ambos são dirigidos pelo Nikolaus Hirsch.

12: Deutsches Architekturmuseum (DAM) [Museu de Arquitetura Alemã]

O Museu de Arquitetura Alemã (DAM) irá apresentar uma exposição sobre novos promissores arquitetos brasileiros, num projeto em parceria com a Fundação Tomie Ohtake e o editor chefe da revista Monolito, Fernando Serapião. O projeto consiste em selecionar 8 escritórios emergentes, que irão mostrar em Frankfurt no DAM dois dos seus projetos – de setembro de 2013 a janeiro de 2014-. Além disso, terá uma tiragem especial da revista Monólito em inglês e português sobre o projeto e os escritórios
escolhidos.

13: Biblioteca Nacional Alemã

A Biblioteca Nacional Alemã é o órgão bicentenário responsável pelo depósito legal e, portanto, armazena todas as publicações impressas e também digitais com edição na Alemanha. Tendo sido fundada em Leipzig em 1812, recebeu uma nova sede em Frankfurt em 1947 para a Alemanha Ocidental. Hoje, depoisn da unificação, a Biblioteca tem duas sedes nestas cidades.-

Informaca completAa em: http://www.brazil13frankfurtbookfair.com/po/brasil-em-frankfurt.html
*********************************************

Foto
Foto
 

Uma resposta para “Brasil na Feira do Livro de Frankfurt 2013.

  1. Deoclecio Guerra Filho

    agosto 13, 2013 at 7:03 pm

    Desejo o endereço do local onde será realizada a Feira do livro, em Frankfurt.

     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: