RSS

Diante da Cruz Preta do Cabula.

13 fev

chacina_cabula_rafael_bonifacio-3

Quantas cruzes e pobres covas rasas
precisarão tomar as metrópoles
para abalar essas indiferenças adormecidas
que não se comovem
com tantos jovens pretos tombados
em suas salas de espetáculos?

Quantos sangues ainda precisarão
escorrer de suas bicas fartas
de seus teatros de classe
de suas falsas democracias
de seus estados hegemônicos
tanto á direita, quanto à esquerda
na República racista
e do Apartheid carnavalesco?

Quantos de nós ainda
precisaremos matar ou morrer
para garantir pelo menos algum futuro
que nós roubam a cada bala
a cada gesto de negação de nossa existência
ou numa simples “macaco/a”, “negra suja”
quando nos ofendem nas ruas,
nas escolas, nas redes e na vida?

Quantos Holocaustos pretos desses
o Brasil ainda suporta ou tolera?

Negra Panther

foto: Cruzes pretas que foram depositadas no local dos assassinatos, em homenagem às vítimas. Foto: Rafael Bonifácio/Ponte Jornalismo

 

Uma resposta para “Diante da Cruz Preta do Cabula.

  1. mamapress

    fevereiro 21, 2015 at 12:33 am

    Republicou isso em Mamapresse comentado:
    Quantas cruzes e pobres covas rasas
    precisarão tomar as metrópoles
    para abalar essas indiferenças adormecidas
    que não se comovem
    com tantos jovens pretos tombados
    em suas salas de espetáculos?

    Quantos sangues ainda precisarão
    escorrer de suas bicas fartas
    de seus teatros de classe
    de suas falsas democracias
    de seus estados hegemônicos
    tanto á direita, quanto à esquerda
    na República racista
    e do Apartheid carnavalesco?

    Quantos de nós ainda
    precisaremos matar ou morrer
    para garantir pelo menos algum futuro
    que nós roubam a cada bala
    a cada gesto de negação de nossa existência
    ou numa simples “macaco/a”, “negra suja”
    quando nos ofendem nas ruas,
    nas escolas, nas redes e na vida?

    Quantos Holocaustos pretos desses
    o Brasil ainda suporta ou tolera?

    Negra Panther

    foto: Cruzes pretas que foram depositadas no local dos assassinatos, em homenagem às vítimas. Foto: Rafael Bonifácio/Ponte Jornalismo

     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: